17 de jun de 2013

Plenária final define plano e eixos de lutas

Os delegados eleitos pelas comarcas debateram em grupos de trabalho e depois, na plenária final, deliberaram sobre os Eixos e Plano de Lutas para o triênio 2014-2016. As propostas apresentadas e aprovadas na plenária foram as seguintes:
Lutar pela aprovação da PEC 190 e pela construção de um Estatuto único que represente avanços para os trabalhadores do judiciário
Manter e ampliar a luta conjunta com as demais entidades em temas que guardem relação com bandeiras defendidas pela categoria
Defender o concurso público como a forma legítima de ingresso ao quadro do judiciário e acesso aos cargos e funções nele existentes
Seguir priorizando a atuação negociada e propositiva, construindo caminhos sempre em conjunto com a categoria e respeitando os fóruns deliberativos da entidade

Cobrar soluções estruturais e significativas para a questão do SCSaúde ainda bastante deficitário em algumas regiões do Estado
Expandir os serviços médicos e odontológicos do Tribunal de Justiça para todas as regiões do estado e cobrar da administração a implementação da ginástica laboral nas comarcas
Tornar a junta médica do Tribunal de Justiça regionalizada
Realizar a segunda etapa da pesquisa de saúde mental e incluir questionário de LER/DORT em sua discussão
Seguir integrando as discussões nacionais no caminho da redução e padronização da jornada de trabalho no judiciário e na classe trabalhadora. Lutar pela jornada de trabalho de 6 horas e hora de 50 minutos
Continuar promovendo debates e ações na categoria que busquem visibilidade para a questão de gênero, às demandas específicas da mulher frente ao trabalho uma vez que 70% da força de trabalho do judiciário é composta por mulheres e são elas que comprovadamente mais adoecem em virtude do trabalho
Atuar firmemente contrapondo-se em todas as instâncias à condutas antidemocráticas que causem qualquer tipo de dano ao trabalhador no cotidiano das comarcas
Lutar pela democratização da comunicação.
Priorizar um processo de formação democrático e participativo, com a realização de cursos regionais e com o objetivo prioritário na qualificação política do Delegado Sindical
Fomentar a criação de cursos online
Lutar por isonomia de direitos entre trabalhadores aposentados e trabalhadores ativos
Buscar a implementação de delegacias sindicais em todas as comarcas do estado
Ampliar o debate e fomentar a luta pela aprovação da PEC 190
Promover anualmente campanha de esclarecimento sobre a importância da filiação ao sindicato

Sindicato dos TrabalhadoresUma assembleia convocada pelo Sindicato e realizada no último dia do Congresso, 08/06, colocou em debate propostas de alterações no Estatuto. Uma delas, aprovada pelos delegados, foi a alteração do nome do SINJUSC para Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Santa Catarina. Outra foi a de realização de Congresso Estadual específico, no ano anterior à eleição, para alterações em regras eleitorais. As demais mudanças ocorreram para adequação de  nomenclatura e correções. (Foto Josemar Sehnem)